Utilidade pública: Como fazer sexo sem camisinha e ficar protegido do HIV

Este espaço é dedicado a informações sobre prevenção, tratamento e convivência com Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Regras do fórum
Responder

Resumo dos Test Drives

FILTRAR: Neutros: 0 Positivos: 0 Negativos: 0 Pisada na Bola: 0 Lista por Data Lista por Faixa de Preço
Faixa de Preço:R$ 0
Anal:Sim 0Não 1
Oral Sem:Sim 0Não 1
Beija:Sim 0Não 1
OBS: Informação baseada nos relatos dos usuários do fórum. Não há garantia nenhuma que as informações sejam corretas ou verdadeiras.
Mensagem
Autor
fox164br
Forista
Forista
Mensagens: 1
Registrado em: 14 Ago 2019, 06:12
---
Quantidade de TD's: 0
Ver TD's

Utilidade pública: Como fazer sexo sem camisinha e ficar protegido do HIV

#1 Mensagem por fox164br » 14 Ago 2019, 08:52

Para quem não conhece, a PrEP é um comprimido que você toma ANTES da relação sexual, como se fosse um anticoncepcional, todos os dias, e se você transar com alguém infectado pelo HIV, o vírus fica impedido de se instalar no seu corpo e então o vírus é eliminado do seu corpo. Então você não contrai o HIV. É como se fosse uma "camisinha química". Você pode transar a vontade que não irá contrair o vírus causador da AIDS. (não confundir com PEP, que é o tratamento que você faz após a exposição, como se fosse uma pílula do dia seguinte). E você pode parar de tomar a qualquer momento, desde que tome por mais alguns dias após a última relação de risco. O nome desta estratégia se chama "PrEP" (profilaxia pré-exposição) e o nome do comprimido é o Truvada.

Eu viajo bastante para outros países e é engraçado como lá fora ninguém mais utiliza camisinha. No exterior é muito fácil achar uma GP que faça sem camisinha, a maioria faz. Agora, aqui no Brasil é praticamente uma missão impossível achar uma que aceite transar sem camisinha. Até desisti de sair com GPs brasileiras. Quando quero sair com uma GP prefiro pegar um avião e ir fazer um sexo completo (sem capa) em outro lugar. As GPs brasileiras estão 10 anos atrasadas em relação à PrEP/Truvada e a prevenção do HIV.

Para as GPs, o Truvada permite a elas oferecer a possibilidade de transar sem camisinha e deixá-las protegidas de contrair o HIV. Elas podem dar a vontade sem capa que não irão contrair o vírus. Ganhariam mais dinheiro e fidelizariam mais clientes assim.

E o Truvada/PrEP está disponível GRATUITAMENTE.

Para os clientes, eles podem transar a vontade sem camisinha (se encontrarem uma rara GP que aceite, rsrsrs) que estarão protegidos.

A PrEP tem permitido que muita gente ao redor do mundo abandone a camisinha e passe a a ter um sexo mais prazeroso, e mesmo assim, seguro. Por algum motivo aqui no Brasil a mensagem ainda não chegou.

O objetivo real pelo qual a maioria das GPs e clientes usam a camisinha é pelo medo do HIV (e não de sífilis, rs). E temos uma ferramenta para impedir o contágio do HIV além da camisinha. Estamos em 2019! A camisinha não é mais a única maneira de se proteger do HIV, já faz um bom tempo! A camisinha é uma das ferramentas pra proteção do HIV, não a única. A outra é a PrEP.

O bizarro é que praticamente não há divulgação disso! Nem mesmo aqui no fórum! Estou surpreso como no Brasil tem se falado tão pouco, e pior ainda, como quase ninguém ouviu falar na PrEP/Truvada! Dificil de entender como uma ferramenta tão útil e inovadora não é divulgada por aqui, ainda mais estando disponível de forma gratuita para quem quiser usar.

Além disso, o Truvada é super seguro e a esmagadora maioria das pessoas não sente nenhum efeito colateral.

(Antes que alguém venha me falar sobre as outras DSTs: pegou, tratou, curou... além disso, HepA e HepB e HPV têm vacina, e HepC agora tem cura... além do que HepC dificilmente se transmite por sexo, e sim por compartilhamento de agulhas... HPV é inofensivo na esmagadora maioria dos casos, e 80% da população adulta tem... e o sexo oral, que dificilmente alguém usa camisinha, também tem o risco de DSTs... e a camisinha não protege de todas as DSTs, a única maneira de ficar 100% protegido é com abstinência)

(Ainda sobre o assunto acima, antes que alguém venha me falar sobre "super gonorréia"/"gonorréia resistente à antibióticos": não existe gonorréia resistente à todos os antibióticos. O que existe são algumas cepas RARAS, RARÍSSIMAS, que são resistentes aos antibióticos de primeira linha, mas que são tratáveis e curáveis com antibióticos mais fortes... na internet o povo agora adotou este meme de "gonorréia resistente à antibióticos" como se fosse incurável, mas não é a realidade, não existe gonorréia incurável. Você não vai pegar uma gonorréia incurável, ao contrário do que alguns acham.)

(Antes que alguém venha me falar "mas não é 100% o nível de proteção": é praticamente 100%. Só existem 4 casos de falha no mundo, e em 3 casos, comprovou-se que foi por uso incorreto do Truvada... diversos estudos acompanharam centenas de milhares de pessoas que tiveram milhares de relações de risco e tomando Truvada, nenhuma contraiu o HIV)

(Antes que alguém venha falar: "mas o Truvada deixa o vírus adormecido no seu corpo, e o dia que parar de usar, ficará com AIDS": não, meu amigo, você está confundindo tratamento de soropositivos com a PrEP. O trataemnto de soropositivo consiste em, quando o vírus já está instalado no corpo, deixar ele adormecido para não evoluir para AIDS. Já a PrEP impede que o vírus se instale no corpo, ele impede que a pessoa se torne soropositiva. Não há vírus para deixar adormecido se o vírus não consegue se instalar no corpo e o corpo o elimina, já que o vírus não conseguiu se instalar por causa do Truvada. Ou seja, você não irá se tornar soropositivo. O seu corpo não terá nenhum pedaço do vírus HIV dentro dele.)

Quem quiser saber mais sobre a PrEP/Truvada, inclusive como obter, neste site tem todas as informações: www.prepnobrasil.com.br

Responder

Voltar para “DST´s – Doenças Sexualmente Transmissíveis”